fbpx
sábado, dezembro 3, 2022
InícioNotíciasCaminhoneiro conta como salvou Aline Füchter Ouriques das ferragens

Caminhoneiro conta como salvou Aline Füchter Ouriques das ferragens

Aline Füchter Ouriques, famosa como “Musa das Estradas”, que sofreu um acidente em Mato Grosso, relembrou os momentos do resgate em um vídeo publicado no YouTube, na segunda-feira (7). Ao lado do caminhoneiro Pedro Füchter Neto, eles explicaram como foram os momentos após a colisão, que ocorreu em janeiro.

Segundo Aline, Pedro dirigia um dos caminhões da frota dela e estava a cerca de um quilômetro de distância quando ocorreu a batida. Ambos são moradores de Tubarão, no Sul catarinense. “Foi ele que me salvou. Meu tirou das ferragens”, disse a caminhoneira.

O caminhoneiro explicou que quando chegou próximo do local da batida notou que tinha muita fumaça. “Ia acontecer um incêndio se não tivesse tirado o cabo da bateria. Fui lá e tirei o cabo da bateria e parou a fumaça. Aí que eu vi ela naquela situação. Entrei em choque, mas me mantive focado porque a missão era tirar ela daqui. Fiz uma avaliação e vi que era possível tirar ela dali, que não tinha nenhum órgão perfurado”, afirmou Pedro.

A caminhoneira se envolveu em um acidente com outro caminhão na BR-174, entre Pontes Lacerda e Porto Esperidião, em Mato Grosso, em 13 de janeiro. Uma passageira, amiga da caminhoneira, teve ferimentos leves e não precisou ser hospitalizada. O motorista do veículo atingido não sofreu lesões.

Pedro disse que decidiu retirar Aline do caminhão, uma vez que soube que o socorro na região demorava muito para chegar. Outras pessoas pararam na estrada e também prestaram apoio no socorro.

“Ela gemia muito e não falava nada. Era pelo estado de choque. […] Eu pensei [na hora de retirar Aline de dentro do caminhão] vou arriscar, vamos optar pelo o que é mais rápido e cômodo para ir direito para o hospital para receber o atendimento”, relembrou.

Aline, segundo ele, tinha cortes no cortes no rosto e fraturas. O g1 tentou contato com a caminhoneira e não havia obtido retorno até a última atualização desta reportagem.

Após passar por cirurgias e ter alta do hospital, Aline retornou para Tubarão e chegou no dia 31 de janeiro. No deslocamento até a casa em que reside, a caminhoneira teve que alugar um carro e percorrer mais de 2 mil quilômetros, após ser impedida de embarcar no voo em Cuiabá por conta dos ferimentos.

‘Estado de choque’

Pedro conta que os dois iniciaram a viagem, após carregarem os caminhões com soja, por volta das 8h. Ele contou que durante o trajeto os dois mantinham a distância dos veículos de um a dois quilômetros.

Após uma ultrapassagem, no km 239 da rodovia, Aline tomou a frente dele e seguiu viagem. Após atingir o topo de um pequeno morro da pista, ele viu que motoristas que estavam na pista contrária faziam sinais de luz.

“Logo vi que poderia ser um caminhão nosso [o caminhão da Aline]. Na hora me arrepiei muito, entrei em estado de nervosismo. Eu não consegui focar na placa da carreta. O caminhão [da Aline] entrou na pista contrária. Eu não consegui acelerar para o meu caminhão chegar mais perto do acidente. Tudo congelou, tudo parou. Conforme eu fui chegando perto, eu vi que era a placa e entrei em estado de choque”, disse.

Quando chegou próximo da colisão, ele percebeu que a amiga da caminhoneira tinha conseguido sair do veículo. Para fazer uma retirada mais rápida, o caminhoneiro lembra que cortou o cinto de segurança da Aline. “Na hora que eu cheguei já estava a Lauren para fora, o para-brisa quebrou e caiu para frente. Ela estava gritando. Eu não me lembro nem de desligar o caminhão, só desci correndo. A janela do lado da Aline não quebrou e a porta dela amassou pouco. Mas ela estava presa justamente por esta porta. Abri correndo a caixa de ferramentas. Peguei o macaco e quebrei a janela [do passageiro]”.

Momentos que antecederam o acidente

No mesmo vídeo publicado pela youtuber, ela relembrou os momentos anteriores ao acidente. “Neste dia a velocidade do meu rastreador estava entre 70, 60 [quilômetros por hora]. Na hora do acidente o rastreador estava a 64. Na hora vinham dois caminhões [um atrás do outro] da pista contrária e na minha frente não tinha nenhum caminhão”, afirma.

A pista do local do acidente, segundo Aline, era simples. “O primeiro caminhão, eu olhei e vi ele despedaçar as peças dele, do tambor de freio da carreta. Coisa que não deu quatro metros na minha frente. Não tinha o que fazer. É algo que pode acontecer com qualquer um. E nisso, na hora, explodiu o meu pneu dianteiro”, relembrou.

Neste momento, segundo a caminhoneira, ela perdeu o controle da direção do caminhão. Segundo Aline, no dia anterior ao acidente um pneu de outro caminhão havia estourado perto do veículo dela. “Levei um susto, mas eu não estava lado a lado com ele. [Ele] estava a uns 200 metros de distância”.

Cirurgia na face

A caminhoneira esteve em Blumenau, no Vale do Itajaí, na quinta-feira (3) e passou por uma avaliação médica para fazer uma cirurgia de reconstrução de face.

Uma publicação sobre a consulta foi feita no perfil de uma das redes sociais da youtuber.

“Gente, estou aqui em Blumenau, onde vou operar meu rosto. O médico disse que vai me deixar mais bonita que antes. Mas primeiro temos que tratar o inchaço para depois poder operar”, escreveu Aline na publicação.

O médico José Martins Júnior informou ao g1 que, se tudo ocorrer como o planejado, a cirurgia deverá ocorrer na semana do dia 16 de fevereiro. O profissional de saúde não passou mais detalhes das lesões de Aline em razão do sigilo médico.

Musa das Estradas

A caminhoneira faz sucesso nas redes sociais com a publicação da rotina nas estradas. Em um ramo que costuma ser dominado pelos homens, a jovem soma mais 1,5 milhão de inscritos em seu canal. Eles acompanham imagens do cotidiano dela ao volante de uma carreta de transporte de grãos.

Formada em administração de empresas, ela aprendeu a dirigir no caminhão do pai, aos 16 anos, e na hora de escolher a profissão, optou pelo que considera uma grande paixão.

A visibilidade conquistada na internet já lhe rendeu convites para posar para fotógrafos e até para servir de modelo para programas de emagrecimento. No entanto, ela não tem dúvida sobre a profissão que escolheu.


Veja também:

Receba as últimas notícias e novidades do mundo automotivo diretamente em sua caixa de e-mail.

Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

pt_BRPortuguese